Assumiu-se desde a primeira edição como os 10 quilómetros mais rápidos de Portugal e a caminho da sexta edição a Corrida Popular da Costa Nova tem vindo a ganhar projeção ao ponto de ser já um dos eventos mais marcantes daquela localidade ribeirinha. Ana Sousa, uma das comerciantes locais, não tem dúvidas: “Para nós que vivemos do turismo é ótimo. É um mar de gente no dia da Corrida Popular e não temos mãos a medir” – admite.

O que é facto é que a prova tem crescido de edição para edição, com a organização, a cargo de Atletas.net e da Câmara Municipal de Ílhavo, a revelar uma preocupação redobrada com o lado competitivo de evento, que embora de cariz popular, apela à superação pessoal, sempre presente com o slogan ”Os 10 km mais rápidos de Portugal” num percurso com características muito peculiares que fazem da ligação entre a Costa Nova e a Vagueira uma verdadeira pista de asfalto, completamente plana, com curvas ligeiras e retas que chegam aos 1000 metros de extensão, convidando a andamentos rápidos.

No sábado, 13 de julho, é esperado um total de cerca de 1500 participantes, oriundos de vários pontos do país e do estrangeiro, estando previsto um vasto programa de atividades que se prolonga durante todo o dia. Para a prova principal, que se inicia às 19 horas frente ao mercado da Costa Nova, estão reservadas 1200 vagas, o limite fixado pela organização tendo em conta a largura da estrada pelo facto de a prova se desenrolar em vai-vem. A caminhada entre a Vagueira e a Costa Nova e a Corrida da Pequenada completam o programa de atividades.

Tiago Lourenço, vereador do desporto da Câmara Municipal de Ílhavo, que enquanto atleta amador detém uma apreciável marca aos 10 km de 44:15 minutos, obtida precisamente na Costa Nova na edição anterior, confessa o seu entusiamo em relação ao evento: «É sem dúvida marcante para o Município de Ílhavo e para a população local. Toda esta envolvente encaixa que nem uma luva no sucesso da iniciativa» - salienta.
 

Recorde a bater

O recorde da prova masculina é de 30:33 minutos, fixado em 2017 pelo então benfiquista Ricardo Ribas, com Filipe Vitorino, uma jovem promessa do meio-fundo nacional a aproximar-se da marca de Ribas ao vencer a edição do ano passado com 30:48 minutos, até à altura a sua melhor marca aos 10 quilómetros de estrada. Em caso de ser alcançado o recorde da prova, em masculinos e ou em femininos a organização irá reforçar o prize-money dos vencedores.

Em femininos Carla Martinho, aos 42 anos de idade alinha como favorita para tentar a sua quinta vitória consecutiva na Nissan Corrida Popular da Costa Nova, apenas tendo falhado a primeira edição, em 2014.


Homenagem a João Antunes
O nome pode não dizer muito para a maioria do público ligado ao atletismo, mas nos bastidores do mundo das corridas João Antunes é altamente respeitado. Na casa dos setenta anos de idade, já retirado, João Antunes esteve na élite mundial dos medidores de provas de estrada, sendo, a par de Américo Chaves, os únicos medidores portugueses com grau internacional A, o que lhes confere o raro estatuto de poderem, por exemplo, medir e certificar a distância da maratona em campeonatos do mundo ou Jogos Olímpicos. Ao decano dos medidores portugueses deve-se o slogan da Corrida Popular da Costa Nova, quando em 2014, o credenciado medidor admitiu, quando da medição da prova: «Tem tudo para ser os 10 km mais rápidos de Portugal». João Antunes será alvo da homenagem da organização, no decorrer da cerimónia protocolar.

 

Patrocinadores reforçam apoio ao evento

Nas duas últimas edições a Heliflex foi a patrocinadora principal da Corrida Popular da Costa Nova, posição que entretanto passou para a Nissan e Entreposto A. Fontes, que asseguraram um acordo de dois anos com a organização do evento. A Heliflex, empresa sediada no concelho de Ílhavo mantém-se contudo como patrocinadora e na apresentação do evento, Emanuel Santana, administrador da empresa ilhavense, fez questão de sublinhar a importância deste evento para a comunidade: “É muito gratificante para nós, Heliflex, vermos toda esta dinâmica que só nos favorece, a nós, enquanto patrocinadores, à organização e à população local. É uma aposta em que todos ficamos a ganhar e quando assim é só nos podemos dar por satisfeitos”.

 

ler mais
on 05 Jul 2019 11:10 AM
  • Costa Nova
  • Atletas.net

Bruno Gaspar, do Atlético Clube Vermoil inscreveu o seu nome na lista da ainda recente Corrida Monte Real, depois de no ano passado, na edição inaugural, a vitória ter pertencido a outro Bruno, mas Paixão de apelido.

Bruno Gaspar concluiu os 10 quilómetros da prova em 33:28 minutos, uma vantagem de cerca de 30 segundos em relação ao segundo classificado, André Reis da Juventude Vidigalense. Os dois protagonizaram um duelo na primeira parte do trajeto com Bruno Gaspar a tomar a dianteira aos cerca de cinco quilómetros da prova e entrar na Porta D´Armas da Base Aérea de Monte Real na liderança, posição que manteve até final, com a meta instalada próximo do centro da vila de Monte Real.

Em femininos, depois da vitória de Carla Martinho em 2018, foi a vez de outra atleta do Recreio de Águeda selar a vitória na prova. Alexandra Oliveira não teve dificuldades de maior para levar de vencida a concorrência, ao estabelecer a marca de 38:31 num percurso aferido pela Federação Portuguesa de Atletismo, mas ainda assim de dificuldade acrescida, pelas subidas que apresenta na primeira parte do trajeto.

Entrada na Base Aérea é a grande atração

A entrada na Base Aérea nº 5 é a grande atração da Corrida Monte Real, que assim permite a passagem pouco habitual de civis numa zona militar de alta segurança onde estão os caças F16, as mais rápidas aeronaves ao serviço da Força Aérea Portuguesa. De resto o slogan e a comunicação do evento reflete essa máxima: “Corre onde os caças voam” foi o pretexto para chamar os cerca de 800 participantes, distribuídos entre corrida e caminhada, que deram um colorido diferente à Vila de Monte Real e à sua Base Aérea que comemora os 60 anos da sua existência.

A novidade dos porcos no espeto

A novidade desta segunda edição da Corrida Monte Real aconteceu no final, no parque da vila, com o convívio entre todos os participantes que usufruíram da oferta de sandes de porco no espeto, uma forma encontrada pela organização de trazer animação acrescida à cerimónia de entrega de prémios que decorreu com a oferta de generosos medalhões para cada um dos três primeiros classificados de cada escalão, com Filipe Tomás a receber um aplauso especial pelo facto de aos 75 anos de idade ter sido o atleta com mais idade a concluir a prova de 10 km.

Especial foi também a presença de Paulinho, campeão e recordista do mundo de Síndrome de Down que correu os 10 km da Corrida Monte Real em 1:01:37, um tempo aceitável dada o perfil de altimetria do percurso e por isso longe dos 52:13 minutos com que o atleta de Ílhavo estabeleceu na Costa Nova, em 2015, o recorde do mundo dos 10 km Síndrome de Down.

A Corrida Monte Real é uma organização do Atletas.net e da Câmara Municipal de Leiria, com a colaboração da Associação Turismo Monte Real e da Base Aérea nº5 e surgiu na sequência da preocupação da autarquia em descentralizar a realização de eventos desportivos ao mesmo tempo que contribui para a valorização da vila de Monte Real apostada em criar e manter eventos que possam dinamizar o turismo local, uma das principais atividades daquela freguesia cujas origens remontam ao século XXII e que no reinado de D. Dinis serviu de quartel-general da gigantesca empreitada que foi a plantação do Pinhal de Leiria.

ler mais
on 27 Jun 2019 7:20 PM

Em fase de desenvolvimento a aplicação My Vídeo consiste em agregar clips de vídeo de passagem dos atletas pelos vários controlos de chips colocados ao longo do percurso para depois gerar vídeos personalizados de cada atleta em prova que podem ser descarregados a partir da página das classificações do evento, sendo que cada vídeo deverá ter uma duração aproximada de um minuto. Os vídeos estarão disponíveis para download 48 horas após a realização da prova, agregando mais de 160 minutos de filmagem associadas aos 5 pontos que estarão disponíveis na prova.

Trata-se de uma programação especialmente desenvolvida que junta ainda elementos gráficos de forte impacto, que no seu conjunto resulta num conteúdo personalizado de alta qualidade.

ler mais
on 17 May 2019 5:56 PM

Elsa Gomes é uma simpática e talentosa cantora, muito popular e apreciada em toda a região, o que lhe valeu o convite da organização da Corrida Monte Real para ser a madrinha da prova de 22 de junho, o que foi prontamente aceite pela multifacetada artista leiriense, cujo repertório abrange estilos tão diferentes como o fado ou a bossa nossa. É contudo no fado que se tem destacado, sendo presença habitual em programas de televisão e em inúmeros concertos de norte a sul do país.

 

ler mais
on 10 May 2019 9:39 AM

Prepara-se a terceira edição da Meia Maratona de Leiria, agendada para 13 de outubro de 2019 e a organização, a cargo do Atletas.net e da Câmara Municipal de Leiria vai proceder a algumas alterações de pormenor no enquadramento técnico do evento, a começar pela passagem dos atletas, na fase final do trajeto, pela Av. Nossa Senhora de Fátima, evitando assim o congestionamento que se verificava na estreita Rua Miguel Torga.

Ainda no que diz respeito ao percurso mantém-se a passagem pelo interior do Estádio Municipal de Leiria e a Caminhada irá ter um corredor exclusivo de chegada no pórtico principal, indo ao encontro às sugestões recebidas.

Nota ainda para o reforço da animação no decorrer de um evento que terá medição oficial por parte da Federação Portuguesa de Atletismo nas distâncias de meia maratona e de 10 quilómetros, outra das provas competitivas inseridas no programa do evento.

ler mais
on 02 May 2019 2:25 PM

O brasileiro Paulo de Paula venceu a terceira edição da Heliflex Meia Maratona de Ílhavo com um novo recorde da prova, com 1:04:57, retirando cinco segundos ao tempo que ele próprio tinha establecido no ano passado. Como curiosidade refira-se que com esta marca o atleta olímpico brasileiro saltou destacado para o primeiro lugar do ranking anual brasileiro, não apenas na distância da meia maratona, mas também aos 5, 10 e 15 km de estrada, uma vez que a prova ilhavense tem essas distãncias certificadas e cronometradas. Logo aos dois quilómetros de prova Paulo de Paula assumiu o andamento na frente do pelotão, passando aos 5 km em 14:57 minutos, numa corrida solitária até à meta. No final o atleta brasileiro deixou rasgados elogios ao percurso da prova: «É uma prova muito rápida e excelente para recordes. Fui muito bem tratado e também por isso queria voltar a Ílhavo. Acabar a prova com recorde foi ótimo» - confessou Paulo de Paula.

Destaque ainda para o segundo lugar do nortenho Fábio Oliviera, do ACD São João da Serra, que ao terminar com 1:07:38 minutos reduziu em dois minutos o seu recorde pessoal. A fechar as contas do pódio ficou o jovem sub-23 João Almeida, com 1:09:16

Em femininos Jessica Augusto, do Sporting Clube de Portugal, aproveitou a sua deslocação a Ílhavo para fazer um treino mais rápido com vista à sua preparação para a maratona. Terminou folgada com 1:13:22, um registo que é também um novo recorde da prova, deixando na segunda posição Carla Martinho, a vencedora das duas anteriores edições da prova.

Na mini maratona de 7 quilómetros, outra das provas cronometradas do evento, o casal Ricardo Gomes e Solange Jesus levaram de vencida a restante concorrência, num percurso de sete quilómetros.

Por último referência para um dos mais emotivos momentos da prova com a chegada à meta do Paulinho, que correndo em "casa" tentava em Ílhavo melhorar o seu recorde do mundo da meia maratona para pessoas portadoras de Síndrome de Dowm. Paulinho falhou o objetivo por um minuto e dois segundos, na luta que travou, sobretudo, contra as condições atmosféricas adversas (vento e chuva). Paulinho terminou a prova em lágrimas tendo mesmo desfalecido após o esforço que fez nos 21097 metros de um percurso que muitos dos atletas presentes, publicamente, não hesitaram em classificar como um dos melhores do país para provas do género.

 

ler mais
on 09 Apr 2019 12:32 PM

O maratonista olímpico brasileiro Paulo de Paula e Carla Martinho são aguardados domingo naquela que será a terceira edição da Heliflex Meia Maratona de Ílhavo, numa organização da Câmara Municipal e do Atletas.net.

Recorde-se que no ano passado o atleta brasileiro cumpriu os 21097 metros do percurso em 1:05:02 horas, marca que é o recorde da prova: «Adorei ter corrido em Ílhavo e resolvi voltar porque fui muito acarinhado. E claro, o percurso é fantástico» - confessou o atleta brasileiro, 15º classificado na maratona dos últimos Jogos Olímpicos.

Já Carla Martinha procura a sua terceira vitória consecutiva na meia maratona ilhavense, depois de também no ano passado ter batido o recorde do percurso com o tempo de 1:16:05 horas, menos três segundos que no ano de estreia.

 

Paulinho é figura de destaque

As previsões atmosféricas para domingo apontam no sentido de uma descida da temperatura, com vento fraco, o que pode ajudar à tentativa de recorde do mundo de um atleta especial que literalmente em casa. Paulinho vai tentar baixar das 2:09:01 horas, o que a acontecer será novo recorde do mundo de meia maratona para pessoas portadoras de Síndrome de Down, naquele que promete ser um dos momentos emotivos do evento, que terá partida e chegada frente ao edifício da Câmara Municipal de Ílhavo, com passagens pelas Gafanhas da Nazaré, Encarnação, Aquém e Vista Alegre.

O trânsito estará condicionada na manhã de domingo nas artérias por onde a prova passa e a organização já disponibilizou no portal Atletas.net as alternativas e as horas de corte do trânsito automóvel, numa operação que envolve mais de 200 voluntários só no percurso, para além das forças policiais que farão o controlo do dispositivo de segurança.

Outras previsões, os da participação, apontam para números recorde entre os 1800 a 2000 participantes, distribuídos pelas provas de meia maratona, mini e caminhada e ainda a Corrida da Pequenada, numa altura em que as inscrições ainda decorrem.

ler mais
on 01 Apr 2019 5:07 PM
  • Carla Martinho
  • Paulinho
  • Paulo de Paula

A Associação Europeia de Atletismo distinguiu a Heliflex Meia Maratona de Ílhavo com o Galardão 5 estrelas Quality Road Race, o máximo que uma prova de atletismo de estrada pode alcançar em termos de qualidade organizativa. A distinção surge a pouco menos de duas semanas da realização da terceira edição da prova, na sequência de uma candidatura que tem vindo a ser preparada há mais de um ano, como explica José Manuel Henriques, diretor do Atletas.net: «Cedo percebemos que prova tinha todas as condições para se candidatar ao galardão e fomos trabalhando cada um dos 54 critérios que nos eram exigidos. Estávamos confiantes mas ao mesmo tempo expectantes e foi com enorme satisfação que recebemos agora a notícia» - explica José Manuel Henriques que adianta: «Foi exigente e vai ser exigente. Carregamos agora uma responsabilidade acrescida mas fomos fazendo o nosso trabalho de forma discreta e sustentada».

A terceira edição da Heliflex Meia Maratona de Ílhavo, organizada pelo Atletas.net e pela Câmara Municipal de Ílhavo está agendada para 7 de abril e contempla, para além da prova principal de 21097 metros, uma mini maratona e uma caminhada de 7 quilómetros e ainda a Corrida da Pequenada de 350 metros.

Com o Galardão 5 estrelas o evento entra para um restrito lote de provas de elevada qualidade organizativa e tem pela frente uma rigorosa avaliação algo que é encarado com tranquilidade pelo diretor do Atletas.net: «Estamos conscientes do muito trabalho que foi feito e da estratégia que foi definida. É mantermos agora esse rumo, na certeza que podemos sempre melhorar» - concluiu.

ler mais
on 25 Mar 2019 11:13 PM

The Heliflex Ílhavo Half Marathon has just been classified with the status of Ecoevento by ERSUC - Solid Waste from center, assuming the commitment to reducing the environmental impact resulting from the event, promoting the proper management of waste.

The classification of Ecoevento attaches to Heliflex ílhavo half marathon a character of responsibility, concern and sustainability that will be recognized by the participants. Part of this commitment to implementing a program of selective collection of packaging waste which will then be forwarded to the premises of ERSUC, where they will be screened and subsequently sent for recycling.

ler mais
on 20 Mar 2019 4:37 PM

A Heliflex Meia Maratona de Ílhavo, organizada pelo Atletas.net e pela autarquia de Ílhavo, acaba de ser classificada com o estatuto de Ecoevento pela ERSUC - Resíduos Sólidos do Centro, assumindo o compromisso de redução do impacte ambiental resultante do evento, promovendo a gestão adequada de resíduos.

A classificação de Ecoevento atribui à Heliflex Meia Maratona de Ílhavo um caráter de responsabilidade, preocupação e sustentabilidade que será reconhecido pelos participantes. Faz parte deste compromisso a implementação de um programa de recolha seletiva de resíduos de embalagens que serão depois encaminhados para as instalações da ERSUC, onde serão triados e posteriormente enviados para reciclagem. A título de curiosidade refira-se que a organização anunciou recentemente a colocação de tabelas de basquetebol nos vários abastecimentos do percurso, por forma a incentivar os participantes e literalmente “encestar” as garrafas de plástico, concentrando assim os resíduos, o que constitui uma novidade em eventos do género.

A Heliflex Meia Maratona de Ílhavo está agendada para 7 de abril e dela fazem parte, para além da prova principal, uma mini maratona e caminhada de 7 km e ainda a Corrida da Pequenada, estando as inscrições abertas ao público no portal Atletas.net.

ler mais
on 20 Mar 2019 4:35 PM