on 05 Jul 2019 11:10 AM
  • Costa Nova
  • Atletas.net

Assumiu-se desde a primeira edição como os 10 quilómetros mais rápidos de Portugal e a caminho da sexta edição a Corrida Popular da Costa Nova tem vindo a ganhar projeção ao ponto de ser já um dos eventos mais marcantes daquela localidade ribeirinha. Ana Sousa, uma das comerciantes locais, não tem dúvidas: “Para nós que vivemos do turismo é ótimo. É um mar de gente no dia da Corrida Popular e não temos mãos a medir” – admite.

O que é facto é que a prova tem crescido de edição para edição, com a organização, a cargo de Atletas.net e da Câmara Municipal de Ílhavo, a revelar uma preocupação redobrada com o lado competitivo de evento, que embora de cariz popular, apela à superação pessoal, sempre presente com o slogan ”Os 10 km mais rápidos de Portugal” num percurso com características muito peculiares que fazem da ligação entre a Costa Nova e a Vagueira uma verdadeira pista de asfalto, completamente plana, com curvas ligeiras e retas que chegam aos 1000 metros de extensão, convidando a andamentos rápidos.

No sábado, 13 de julho, é esperado um total de cerca de 1500 participantes, oriundos de vários pontos do país e do estrangeiro, estando previsto um vasto programa de atividades que se prolonga durante todo o dia. Para a prova principal, que se inicia às 19 horas frente ao mercado da Costa Nova, estão reservadas 1200 vagas, o limite fixado pela organização tendo em conta a largura da estrada pelo facto de a prova se desenrolar em vai-vem. A caminhada entre a Vagueira e a Costa Nova e a Corrida da Pequenada completam o programa de atividades.

Tiago Lourenço, vereador do desporto da Câmara Municipal de Ílhavo, que enquanto atleta amador detém uma apreciável marca aos 10 km de 44:15 minutos, obtida precisamente na Costa Nova na edição anterior, confessa o seu entusiamo em relação ao evento: «É sem dúvida marcante para o Município de Ílhavo e para a população local. Toda esta envolvente encaixa que nem uma luva no sucesso da iniciativa» - salienta.
 

Recorde a bater

O recorde da prova masculina é de 30:33 minutos, fixado em 2017 pelo então benfiquista Ricardo Ribas, com Filipe Vitorino, uma jovem promessa do meio-fundo nacional a aproximar-se da marca de Ribas ao vencer a edição do ano passado com 30:48 minutos, até à altura a sua melhor marca aos 10 quilómetros de estrada. Em caso de ser alcançado o recorde da prova, em masculinos e ou em femininos a organização irá reforçar o prize-money dos vencedores.

Em femininos Carla Martinho, aos 42 anos de idade alinha como favorita para tentar a sua quinta vitória consecutiva na Nissan Corrida Popular da Costa Nova, apenas tendo falhado a primeira edição, em 2014.


Homenagem a João Antunes
O nome pode não dizer muito para a maioria do público ligado ao atletismo, mas nos bastidores do mundo das corridas João Antunes é altamente respeitado. Na casa dos setenta anos de idade, já retirado, João Antunes esteve na élite mundial dos medidores de provas de estrada, sendo, a par de Américo Chaves, os únicos medidores portugueses com grau internacional A, o que lhes confere o raro estatuto de poderem, por exemplo, medir e certificar a distância da maratona em campeonatos do mundo ou Jogos Olímpicos. Ao decano dos medidores portugueses deve-se o slogan da Corrida Popular da Costa Nova, quando em 2014, o credenciado medidor admitiu, quando da medição da prova: «Tem tudo para ser os 10 km mais rápidos de Portugal». João Antunes será alvo da homenagem da organização, no decorrer da cerimónia protocolar.

 

Patrocinadores reforçam apoio ao evento

Nas duas últimas edições a Heliflex foi a patrocinadora principal da Corrida Popular da Costa Nova, posição que entretanto passou para a Nissan e Entreposto A. Fontes, que asseguraram um acordo de dois anos com a organização do evento. A Heliflex, empresa sediada no concelho de Ílhavo mantém-se contudo como patrocinadora e na apresentação do evento, Emanuel Santana, administrador da empresa ilhavense, fez questão de sublinhar a importância deste evento para a comunidade: “É muito gratificante para nós, Heliflex, vermos toda esta dinâmica que só nos favorece, a nós, enquanto patrocinadores, à organização e à população local. É uma aposta em que todos ficamos a ganhar e quando assim é só nos podemos dar por satisfeitos”.